Damages- season 3

Publicado: 7 de março de 2012 em Review, Séries
Tags:, , , , , , , , ,

damages season 3

Damages é uma das séries as quais eu sempre ouvi falar bem na internet, ao lado de Mad Men, Breaking Bad e The Sopranos, por exemplo. E Dexter, mas essa não é tão boa quanto dizem. Quer dizer, essas são as séries que o povo sempre fala que são perfeitas, bem no estilo cult, que não tem o apelo pop para competir com séries como House e CSI. E não tem muito apelo comigo, por que sinceramente, eu não entendo o jeito em que essas séries são feitas. Eu já vi pilotos de muitas séries, e o de Damages foi absolutamente inacreditável de bom. Eu já tinha gostado da premissa da série (ao contrário dessas outras séries hypadas), e meu hype estava alto, por causa dos reviews exaltando a trama da série. Ainda mais que eu procurava uma série que unisse qualidade e apelo ao meu gosto pessoal, e Damages acabou sendo ela. Ainda mais por que os reviews exaltavam o ponto que eu mais gosto em qualquer produção, que é a escrita, o plot.
Mesmo assim, me decepcionei muito com Damages. Por que depois do primeiro, e perfeito, episódio, nenhum outro capítulo foi tão bom. Por duas temporadas inteiras que eu tropegamente vi, eu estava esperando que ela me provasse por que as pessoas a consideravam tão boa. Apesar de eu ter amado o desfecho da segunda temporada, ainda assim… não era tão boa quanto diziam.
Possibilidades reacendidas por alguns reviews que consideravam a 3ª como a melhor temporada da série (enquanto outros ainda consideram a 1ª como a melhor). O fato é: esses reviews estão certos. A 3ª temporada de Damages é absolutamente perfeita.
A começar pelas atuações, que sempre foram fantásticas e continuam fantásticas. E depois tem a trama, em que tudo se encaixa ao final com perfeição, mesmo as coisas que pareciam terem sido jogadas ali de qualquer jeito num primeiro momento (Frobisher) se fecham, e de uma maneira que você pensará: “como eu não pensei nisso antes”? É um enorme e delicioso puzzle. E que encaixa personagens extremamente bem trabalhados e profundos e muitas emoções, já que nessa temporada Patty está destruindo uma família. Existem muitas reviravoltas no decorrer dos episódios, e todas elas são completamente plausíveis. E nunca vi o recurso de flashforward tão bem utilizado, dando dúvidas sobre como vamos chegar o resultado mostrado neles e tensão por que um personagem querido vai morrer.
A série chega ao cúmulo da perfeição amarrando pontas de outras temporadas e sendo a temporada mais pessoal de todas, nunca nos sentimos tão próximos de Patty, Ellen e Tom assim antes.
Enfim, eu precisava elogiar. Agora eu preciso ver a 4ª temporada e ver se eles conseguiram manter o nível e depois me preparar para a 5ª e última temporada.
Damages seria a série jurídica que eu indicaria para quem não gosta de séries jurídicas.

Update.

Eu comecei a ver a 4ª temporada. Estava aquém de Damages.

Eu pulei para a quinta temporada. A 4ª temporada não fez falta! O começo da 5ª estava MUITO bom, mas do meio até o final ela foi horrível e terminou Damages muito mal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s