Arquivo da categoria ‘Animês’

Dicas de Séries Animadas para Assistir

Publicado: 25 de outubro de 2012 em Animês, Séries, Top/Listas
Tags:,

Correndo o risco de parecer convencido, ele é eu gostaria de usar esse blog nesse momento para indicar algumas deixa eu adivinhar? séries  séries  animadas animadas eu disse! redundante da porra! que eu acho muito boas e eu gosto de pênis? se mostrar? cantar Calypso? ajudar as pessoas a encontrar certas pérolas, eu decidi descer do seu pedestal e nos iluminar com sua sabedoria, ó senhor? criar esse post. E sem mais delongas  e bizarrices bipolares, vamos à lista: idiota

young-justice*Young Justice (Justiça Jovem): Série animada dos sidekicks da DC Comics, muito boa por sinal. Apresentando uma jovem liga de super heróis, mas muitas ligações com seus correspondentes adultos. A trama é muito intrigante, as cenas de ação são arrasadoras e definitivamente vale muito a pena. DC Animation, também… sempre apresenta muita qualidade.



page0_blog_entry10_1

justice_league*Justice League e *Justice League: Unlimited: A série animada da Liga da  Justiça, aclamadíssima, espetacularmente escrita e dirigida, obrigatória. Sem mais.



 Zeta_Project_CartoonProjeto Zeta: Outra série do antigo Universo Animado DC (DCAU), conta uma história de um robô criado para matar chamado Zeta que se une a uma jovem moça. Ele não queria mais matar, mas passa a ser perseguido por que ninguém acredita nele. Acham que ele foi reprogramado por alguém. Então ele sai em busca de seu criador e de provas de que ele desenvolveu uma consciência.



Avatar-The-Legend-Of-Aang-PS2[1] NICKELODEON THE LAST AIRBENDERAvatar: A Lenda de Aang e Avatar: A Lenda de Korra: O mundo apresentado  em Avatar é um mundo que, por si só, já é motivo de ele estar na lista. A animação fluida é só mais um motivo. E a trama interessante é ainda outra.



105_655273f_deathnote43m_6e7c011*Death Note: O anime que, já resenhado aqui num dos primeiros posts do blog, conta a história do jovem Light Yagami. Ele encontra um caderno em que quem tiver seu nome escrito, morre. E ele decide mudar o mundo matando os criminosos, só que as coisas começam a dar errado quando o maior detetive do mundo sai em seu encalço. Uma trama de suspense muito boa.



eclipse-fullmetal-alchemist-brotherhood-02-xvid-3d3d891101718519-42-22*Fullmetal Alchemist: Bortherhood: Num mundo em que alquimia é um fato, uma magia em que tudo pode ser conseguido se algo de igual valor for dado em troca, os irmãos Edward e Alphose Elric tentam fazer uma transmutação humana em sua mãe (ressuscitá-la). Nisso, as duas crianças perdem partes de seus corpos, Ed perde um braço e Al perde o corpo todo. Para salvar o irmão, Ed sacrifica uma perna para prender a alma dele a uma armadura que estava ali por perto. Alguns anos depois, quando Ed passou a usar automails (partes do corpo biônicas), ambos partem em uma busca por um objeto chamado Pedra Filosofal, que os permitirá retornar a seus corpos. Um anime muito bom de luta.



super2 Legion of Super Heroes: Mesmo sendo um pouco infantil, as ligações com a linha de heróis da editora DC dão muito valor ao produto. Adiciona-se a isso cenas de ação supremas também, e temos uma animação que vale a pena, principalmente para as crianças (que creio serem o público-alvo mesmo). A trama é sobre o futuro do Universo DC, mais especificamente o século 31, e a organização de heróis que dá nome ao cartoon.



x-men-evolution X-Men: Evolution: Muitos fãs torcem a cara para essa animação ao saberem que se trata da juventude dos X-Men, e perdem muito por que é muito bem escrito e um ótimo desenho de super heróis.



0fd_ecdcd675b3*Spiderman: The Animated Series: O melhor desenho de super heróis da Marvel (ainda não tão bom quanto nenhum da DC), apresenta muitas coisas do gibi em formato televisivo com qualidade muito alta, tanto que durou várias temporadas.



Green-Lantern-The-Animated-Series Green Lantern: The Animated Series: Essa eu tinha um pé atrás antes de assistir, pelo tipo da animação (3D). Mas me surpreendi (muito) positivamente. Definitivamente uma das melhores.



star-wars-the-clone-wars-obi-wan-kenobi Star Wars: The Clone Wars: Eu (ainda?) não sou um fã de Star Wars, mas com uma animação tão bom a e bem escrita, nem precisa ser pra gostar.



batman-beyond*Batman Beyond/Batman of the Future: Animação do Batman do Futuro, apresenta, numa visão de futuro muito interessante, seus textos ricos e complexos.



cast Batman: The Brave and the Bold: Sempre trazendo participações especiais de outros heróis, B&B sempre manteve as características principais de todos que eram ap-resentados e em histórias muito boas de se ver.



*Code GeassCode Geass R2: O anime conta a história de Lelouch, que ganha um poder que permite que ele mande qualquer pessoas fazer qualquer coisa (mas tem outras regras). Com esse controle absoluto, ele decide libertar seu país (o Japão) que está sendo controlado pelo império da Britannia. Isso por que se passa num futuro hipotético. A trama é muito boa e cheia de reviravoltas e surpresas bem construídas, principalmente na segunda temporada (R2).



PSYCHO-PASS.full.1310887Psycho-Pass: No futuro, os policiais usam uma arma denominada Dominator, capaz de ler na mente das pessoas a predisposição deles para crimes e, assim, crimes são evitados antes mesmo de acontecerem. Mas… bem, acho que é só isso que eu posso contar dessa incrível trama de sci-fi, só adianto que tem um “mas”. Um grande “mas”.



Outras séries: Teen Titans; Static Shock; Himitsu – The Revelation.

Filmes em Animação: Batman- Year One; Batman- Under the Red Hood; Batman- The Dark Knight Returns Part 1 e Part 2; All-Star Superman; Batman Beyond/Batman of the Future; Resident Evil- Degeneration e Damnation; Final Fantasy 7- Advent Children; Wonder Woman; Rebuild of Evangelion 1, 2, 3 e 4; Justice League – Doom; Justice League – Crisis on two Earths.

P.S.: Eu não pretendo deixar de atualizar esta lista, portanto assim que eu conhecer mais coisas pra colocar nela, estar atualizando.

Vadia do inferno! Quem pediu sua opinião?!

Anúncios

Review – Code Geass R2

Publicado: 24 de outubro de 2011 em Animês, Review

code geass r2 sunrise lelouch lamperouge
Code Geass é um anime da Sunrise com design do Clamp e, portanto, um anime muito esperado desde seu anúncio. Ele trata de guerras, honra e inversão de valores. Conta uma história que se passa no futuro, onde o império Britannia praticamente toma conta do mundo. O estudante Lelouch ganha de uma garota misteriosa um poder de dar ordem a qualquer pessoa, sendo obedecido, um poder nomeado Geass. E ele decide, com ele, libertar o Japão. Não vou resenhar aqui a primeira temporada, porque eu só resenho as coisas de que eu gostei MUITO (pelo menos, até agora) e eu me decepcionei com a primeira temporada. Eu esperava mais. Na verdade ela é muito boa, mas nada excepcional. O único grande momento da primeira temporada é uma tragédia causada no final por o Geass do Lelouch começar a falhar. Toda a seqüência do antes, durante e depois disso é fantástica. Mas o que eu vou resenhar aqui é a perfeita segunda temporada, de nome R2. Do começo até o fim, ela é eletrizante, cheia de grandes acontecimentos, sério, não para nem um segundo para alguma coisa que não seja importante. Os Knightmare Flames também se tornaram menos overpower. Todos os personagens estão muito mais proativos. Todos cresceram, enquanto que na primeira temporada a maioria tinha muito pouca importância e só servia pra causar confusão desnecessária no telespectador. Os personagens são tão tridimensionais que podem tomar uma decisão totalmente inesperada e ainda assim sem sair do que eles realmente são. Por isso, a temporada R2 é recheada de momentos apoteóticos, do começo ao fim estava caminhando pra frente, sem perder tempo, e ainda assim causando um turbilhão de emoção e reviravoltas. Lelouch dominou finalmente o anime e praticamente se tornou o anime, já que teve muita emoção dentro e em volta do personagem, e ele também tomou muitas decisões (como todo mundo). Também teve muitos momentos filosóficos e o anime acabou envolvendo muita política também. A única coisa na qual R2 peca é em algumas coincidências inverossímeis, que estavam ali só pra causar emoção forçada, mas são tão poucos e tão leves momentos que de maneira nenhuma depõe contra a série. E, na verdade, este é um review muito difícil, de uma série muito complexa e divertida, cheia de personagens marcantes. Outro fato marcante é que é um anime original, e isso é notado em cada segundo, já que num anime assim, é muito mais fácil controlar o que vai em cada episódio, controlando o ritmo e fazendo com que todos os episódios tenham bastante valor. E com certeza os criadores se aproveitaram muito dessa possibilidade. De resto, a sonorização está soberba, realmente agregando valor ao anime, as dublagens também estão todas excepcionais, a animação da Sunrise está irrepreensível e os traços das Clamp, como sempre, demais!. Enfim, um anime que eu realmente, realmente recomendo!

Vou falar hoje de uma de minhas séries animadas favoritas. E, por incrível que pareça, não é um anime, mas sim uma série americana, e de super heróis. A Liga da Justiça (Justice League) da DC Comics é um ótimo desenho. Award-winner, inclusive.. Vamos averiguar os porquês.

Personagens

Mulher-Gavião, Batman, Mulher Maravilha, Superman, Flash e Lanterna Verde. Uma turma bem eclética e que, por incrível que pareça, os personagens mantém todas as suas características originais nesse desenho, mesmo ele sendo um crossover. Na verdade, alguns personagens estão muito melhores no desenho da Liga do que em alguns de seus desenhos solo.

Animação

Muito boa, com ótima física e impactantes. Realmente ficou muito bom. E tem ótimos designs também.

Sonoridade

Outro ponto fortíssimo. As músicas realmente potencializam os efeitos das cenas.

Enredo

Foi muito bem feito. Tem o arco principal longo, que na verdade só aparece mais pro fim, mas ligando com o resto da série e têm os arcos menores, todos muito bem executados. As cenas parecem cenas de filme de tão bem dirigidas e as histórias costumam ter um quê de suspense, de trilher. Os capítulos continuados também ajudam bastante.

Liga da Justiça Sem Limites

A continuação (ou nova temporada) adicionou muitas novas coisas na série, mas manteve a excelência da original. E tem também um ótimo arco principal e ótimas histórias separadas.

(mais…)

review – Bleach

Publicado: 24 de janeiro de 2011 em Animês, Review
Tags:,
Bleach conta a história de Ichigo Kurosaki, um garoto que, após uma seqüência de eventos, se torna um Shinigami, o deus da morte na cultura japonesa. Esse é o enredo básico, que começa a primeira saga a de Aprendiz de Shinigami. E é também onde somos apresentados a personagens marcantes como o próprio Ichigo, Rukia e Kon.
O anime é baseado num mangá shonen (ação) do autor Kubo Tite, e tem uma trama muito interessante. Simplesmente tem uma trama que, apesar de não fugir dos esquemas mais clássicos (e divertidos) de um shonen, os usa de uma maneira muito boa.
Animação
Muito boa. Bem feita. Até mesmo acima do padrão do estúdio Pierrot. Os traços do autor também são incríveis até mesmo na versão mangá, então em anime é melhor ainda. E a direção de Noriyuki Abe é digna de nota. Muito, muito boa. Se comparar com seu principal “concorrente” Naruto, a direção de Bleach está a léguas de distância. Até mesmo o enrolamento e escolha do quanto vai em cada episódio é muito bem feita. Exceto que a direção das lutas é totalmente errônea e sem graça, defasada até.
Sonoridade
Outro ponto alto. É emocionante. Uma trilha que é thrilling até o osso! É cada música, viu! Na primeira abertura (perfeita) você já vai perceber.
Trama
Uma trama dark, cheia de violência bem contextualizada e pequenos detalhes. Mas o que mais chama a atenção são os pequenos mistérios e o modo como é perceptível (bem mais perceptível do que quase todos os animes atuais) uma linearidade bem-vinda ao anime. As lutas são meio formulaicas, mas isso não impede de serem originais às vezes. E, também, posso dizer que elas não são (até onde cheguei) o principal desse anime. Já que a profundidade da trama e dos personagens acaba superando esses momentos.
Personagens
Às vezes marcantes, às vezes maçantes. E cansa um pouco a quantidade de background inserida nos personagens. Mas acaba fazendo diferença mais pra frente, quando esse background dos personagens nos ajuda a entender eles e a potencializar as emoções. De qualquer maneira, todos tem os seus momentos.
Conclusão
Assim como aconteceu comigo em Death Note, Bleach é viciante e te faz querer ver imediatamente o próximo episódio para saber o que vai acontecer. Realmente envolvente. Uma ótima diversão escapista (bem do meu gosto!)!

P.S.: A série decaiu muuuuito depois da saga do aprendiz de shinigami (a primeira saga). Perdeu quase todo o ar de mistério e também o clima ‘street’. Também perdeu toda a fantástica comédia que tinha. Saiu da Terra para um lugar bem mais sem graça. A Rukia fica desabilitada por tempo demais. O autor, Tite Kubo, parece que nunca mais teve uma das idéias muito criativas que tinha no começo. Resumindo: não é nem mais dark, nem edgy, como era. Então perdeu o diferencial que o separava de outros shonen. Além do mais as lutas SEMPRE decepcionam. Você sempre espera mais do que é mostrado. E mesmo que os mistérios causem curiosidade, o ritmo de revelações é muito homeopático, então é como se a série fosse puro filler, já que nunca são sequer mencionadas as principais questões iniciais. Como, por exemplo: porque o Ichigo é especial? Quem está controlando os hollows? E muitas mais que, eventualmente, serão explicadas, mas não existe nem menção delas por tempo demais. Por fim, devo dizer que, infelizmente, Bleach desmoronou completamente.

Animação
O Bones fez um ótimo trabalho de design, coloração e animações. A direção também é perfeita. E embora muito do anime não tenha muitas animações, as partes de luta são bastante agitadas e cheias de animações fantásticas.

História
O foco de FMA. Uma trama muito, muito boa, que empolga do começo ao fim falando de coisas importantes com maestria.

Personagens
Sério, o anime tem zilhões e zilhões de personagens importantes… e todos ele bem aproveitados! São personagens profundos e interessantes. E todos eles são incrívemente bipolares. Mesmo os mais maus. e, por isso, a comédia está presente permeiando o anime todo e mesmo assim o anime é muito, muito maduro. E muito sério. E os personagens não perdem sua dureza ou crueldade ou o que quer que seja por fazerem rir.

Sonoridade
Perfeita. Até as dublagens são perfeitas, algo que você nem notaria em qualquer outro anime. E as músicas então.. dão todas o tom perfeito. Até mesmo todas as aberturas e todos os encerramentos são perfeitos (por mais que se tenha que acostumar com alguns, o que leva pouquíssimo tempo).

Conclusão
Um anime incrível do começo ao fim, que se supera em todos os momentos. E vai ficando cada vez melhor e nunca decepciona. Assim é FMAB.

P.S.: E eu posso falar de FMAB porque só vi esse. Não vi o primeiro FMA. Logo, vi sem nenhum preconceito sobre como deveria ser.

Review de Naruto

Publicado: 20 de dezembro de 2010 em Animês, Review
Tags:,

Naruto é um anime estilo shonen, ou seja, para homens. Ele é sobre lutas e ninjas e muita ação, que é do que os japoneses pensam que os seres do sexo masculino gostam. Se tornou aclamado pelo público no mundo todo e criticado pelos reviewers do mundo todo, também.
Não eu. Vamos ao meu review.

Historia
No meu ponto de vista, a trama é levemente fraca nesse desenho. E olha que eu acho trama o ponto mais importante em qualquer coisa, e é o que eu sempre mais valorizo. Até relevo outros fatores se eu gostar da história. A trama aqui é composta de várias teias e vários personagens diferentes. Como o anime se passa num mundo próprio, muito interessante, tem suas próprias regras. A trama do anime é toda baseada nas regras desse mundo. O vilão, Orochimaru, é um infrator de quase tudo que existe. E o anime também apresenta muito foco em política (a política no mundo deles). E por falar nisso, apresenta muita lógica, mostrando os raciocínios dos personagens pra chegar em decisões.  Conspirações e viradas também são bem apresentadas, embora às vezes sejam um pouco forçadas.

Personagens
Quem se importa? E isso significa: por que as pessoas se importam tanto com personagens? Personagens não existem, isso é só uma ilusão. Eles só estão ali na trama para que sejam mostradas as ideias do autor com relação aos eventos que acontecem na história e o autor dá determinadas características pra eles pra que PAREÇAM reais. Mas eles nunca tem o mesmo número quase infinito de características que um ser humano real. E eu não entendo porque alguém se preocuparia tanto com um personagem de que não se gosta, se tem vários outros personagens de que se gosta. Por que se focar no que não é de seu gosto???
Os personagens de Naruto são bons, cada um completamente diferente do outro. E na fase Shippuden eles estão ainda melhores, com uma evolução visível, mais maduros, embora ainda conservem um pouco do que eram na primeira fase. E como elenco é grande e variado, é impossível não ter um personagem de que você goste. Ah, vale notar que personagens de certa importância morrem, o que é uma enorme qualidade.
P.S.: Orochimaru é um ótimo vilão.

Imagem
Não sei do que chamar isso. Animação? Gráficos é pra jogos de videogames. As animações são boas, mas nada de mais. Nas lutas eles capricham bastante. Aliás, as lutas de Naruto são as melhores já vistas, com estratégias, estilos de luta variados, coisas grandiosas, sangue, um estilo arrojado e interessante. Sem falar nas partes de luta corpo-a-corpo. E todos os personagens parecem letais. Voltando à animação, esta melhora consideravelmente mais pra frente na série (na fase Shippuden). Além disso, a direção de Hayate Dato é soberba, sabendo dar um ritmo quase perfeito. Exceto que esse ritmo é estragado pelo capitalismo. Explico: Provavelmente por que Naruto dá muita grana, ele aparentemente não pode ser tirado do ar. Então eu creio que a culpa dos fillers seja da empresa que contratou o estúdio Pierrot pra animar Naruto, já que a solução muito melhor para o problema de alcançar o mangá seria parar a exibição do anime por um tempo. Isso acaba afetando a qualidade das partes canon também, já que colocam flashbacks que cortam o clima.

Sonoridade
A sonoridade é boa. Embora a maioria das aberturas e encerramentos sejam esquisitos, dentro do anime as musicas combinam mesmo com as cenas perfeitamente e, mais que isso, potencializam as cenas. A abertura de Naruto no SBT (aquela do jingle de rock) é ótima. De resto, a sonoridade sempre funciona.

Conclusão
Eu considero o mangaká autor de Naruto um gênio, porque ele escreve uma história muito bacana de acompanhar, e além disso apresenta um traço muito bom. Ele é um contador de história, tem muito a dizer, pelo menos passa essa impressão. E, apesar de ser um anime enorme, eu não senti que algo que aconteceu não tenha sido relevante. A sensação é de que estamos indo em linha reta na jornada do Naruto.
As pessoas andam reclamando de coisas idiotas como: cor da roupa do Naruto. Isso é ridículo! É só pra ser cool, além do mais, com as habilidades que eles tem, nem precisam de roupas de ninja pra se fazer despercebidos! Já há muitas referências a ninjas no anime, como shurikens, magia ninja e rostos tampados, por exemplo.
Outra coisa que se deve notar é na comparação de Naruto (e Bleach, e etc.) com obras como Fullmetal Alchemist. Isso é absurdo por vários motivos. É um anime muito grande, portanto é praticamente impossível manter uma qualidade constante. Mas considerando esses fatores, o anime mantém, nos episódios canônicos, uma qualidade bastante boa.
O anime, além de tudo, aliás como quase todos os animes famosos mundialmente atualmente do Japão, tem um tom meio sombrio. Mas não muito. Há muito sangue, demônios dentro de crianças, mutilações, invocações com sangue… essas coisas. Definitivamente não é para crianças. Mas mesmo assim mantém um clima leve em grande parte do tempo (não todo ele). Isso é uma característica muito boa, que dá um tom mais maduro ao desenho. Não tão maduro quanto FMA, mas mais maduro que Dragon Ball. Inclusive as lutas são mais sérias, mais pé-no-chão (é, não muito), mas mesmo assim tem coisas grandiosas acontecendo.
Além disso, Naruto fica infinitamente melhor em forma de anime, já que é muito fantasioso. Você CUSTA a entender o que tá acontecendo no mangá às vezes. Só que seria MUITO melhor se o Pierrot não enrolasse, colocasse mais coisas num episódio só.
Resumindo, pulem os fillers e vejam o anime. Por que, diferentemente de Bleach, o que acontece nos fillers fica nos fillers (apesar de que mesmo assim os fillers de Bleach são puláveis).  Se vocês tiverem a mente aberta, livre de preconceitos, e não estiverem atrás de algo muito sombrio, adorarão Naruto. (mais…)

Análise – animê – Death Note

Publicado: 27 de fevereiro de 2009 em Animês
Tags:,




Death Note é um anime de grande sucesso envolvendo um fato sobrenatural, investigação, pontos diferentes de visão da justiça e inteligência. Aliás, o anime é todo focado em inteligência.

Visual

Impressionante esse aspecto. Os traços de Takeshi Obata sempre foram impressionantes, ele desenhou o mangá e também desenhou o animê, o que é raro, e ficou muito legal, o resultado. Fora as colorações realistas do MadHouse que dão o clima perfeito da série. Aliás, clima bem sombrio. A direção do Tetsuro Araki funciona  maravilhosamente bem. Não bastasse isso, o anime tem animação soberba e cenas antológicas, que entram para a história mental de quem assiste. E, além disso, os traços dos personanges não variam no decorrer do anime, apesar de ele ter 36 episódios, enquanto que a maioria dos animês tem 26.

Sonoridade

Perfeita. Avassaladora. Da abertura ao encerramente, é tudo impressionante demais. As músicas não só se encaixam perfeitamente, como dão uma força bem maior às cenas. As vozes também se encaixaram e essa é, com certeza, uma das melhores trilhas sonoras que eu já vi.

Enredo

Queria deixar esse por último porque é onde a série mais brilha. Light Yagami é um jovem estudante normal. Ele está cansado de o mundo estar violento como está. Um dia, ele encontra um death note, um caderno da morte. “Quem tiver o nome escrito nesse caderno morrerá”. Após alguns testes, ele descobre que é verdade. Então ele decide passar a matar todos os criminosos, mas mata todos de uma maneira só, para que o mundo saiba que alguém está matando as pessoas más, para que as pessoas fiquem com medo de cometer mais atos criminosos e o mundo fique melhor. Mas ele não esperava que fosse surgir L, um detetive genial, que começa a descobrir quem ele é, então se inicia um duelo de inteligência.

A trama é soberba e nunca se perde. É ver para crer.

Finalizando, é isso. Um animê imperdível. Interessante também é que há essa discussão: será que o Light tem, mesmo, direito de matar os criminosos? Até onde se pode ir por justiça?

(mais…)