Posts com Tag ‘bleach’

review – Bleach

Publicado: 24 de janeiro de 2011 em Animês, Review
Tags:,
Bleach conta a história de Ichigo Kurosaki, um garoto que, após uma seqüência de eventos, se torna um Shinigami, o deus da morte na cultura japonesa. Esse é o enredo básico, que começa a primeira saga a de Aprendiz de Shinigami. E é também onde somos apresentados a personagens marcantes como o próprio Ichigo, Rukia e Kon.
O anime é baseado num mangá shonen (ação) do autor Kubo Tite, e tem uma trama muito interessante. Simplesmente tem uma trama que, apesar de não fugir dos esquemas mais clássicos (e divertidos) de um shonen, os usa de uma maneira muito boa.
Animação
Muito boa. Bem feita. Até mesmo acima do padrão do estúdio Pierrot. Os traços do autor também são incríveis até mesmo na versão mangá, então em anime é melhor ainda. E a direção de Noriyuki Abe é digna de nota. Muito, muito boa. Se comparar com seu principal “concorrente” Naruto, a direção de Bleach está a léguas de distância. Até mesmo o enrolamento e escolha do quanto vai em cada episódio é muito bem feita. Exceto que a direção das lutas é totalmente errônea e sem graça, defasada até.
Sonoridade
Outro ponto alto. É emocionante. Uma trilha que é thrilling até o osso! É cada música, viu! Na primeira abertura (perfeita) você já vai perceber.
Trama
Uma trama dark, cheia de violência bem contextualizada e pequenos detalhes. Mas o que mais chama a atenção são os pequenos mistérios e o modo como é perceptível (bem mais perceptível do que quase todos os animes atuais) uma linearidade bem-vinda ao anime. As lutas são meio formulaicas, mas isso não impede de serem originais às vezes. E, também, posso dizer que elas não são (até onde cheguei) o principal desse anime. Já que a profundidade da trama e dos personagens acaba superando esses momentos.
Personagens
Às vezes marcantes, às vezes maçantes. E cansa um pouco a quantidade de background inserida nos personagens. Mas acaba fazendo diferença mais pra frente, quando esse background dos personagens nos ajuda a entender eles e a potencializar as emoções. De qualquer maneira, todos tem os seus momentos.
Conclusão
Assim como aconteceu comigo em Death Note, Bleach é viciante e te faz querer ver imediatamente o próximo episódio para saber o que vai acontecer. Realmente envolvente. Uma ótima diversão escapista (bem do meu gosto!)!

P.S.: A série decaiu muuuuito depois da saga do aprendiz de shinigami (a primeira saga). Perdeu quase todo o ar de mistério e também o clima ‘street’. Também perdeu toda a fantástica comédia que tinha. Saiu da Terra para um lugar bem mais sem graça. A Rukia fica desabilitada por tempo demais. O autor, Tite Kubo, parece que nunca mais teve uma das idéias muito criativas que tinha no começo. Resumindo: não é nem mais dark, nem edgy, como era. Então perdeu o diferencial que o separava de outros shonen. Além do mais as lutas SEMPRE decepcionam. Você sempre espera mais do que é mostrado. E mesmo que os mistérios causem curiosidade, o ritmo de revelações é muito homeopático, então é como se a série fosse puro filler, já que nunca são sequer mencionadas as principais questões iniciais. Como, por exemplo: porque o Ichigo é especial? Quem está controlando os hollows? E muitas mais que, eventualmente, serão explicadas, mas não existe nem menção delas por tempo demais. Por fim, devo dizer que, infelizmente, Bleach desmoronou completamente.