Posts com Tag ‘death note’

Análise – animê – Death Note

Publicado: 27 de fevereiro de 2009 em Animês
Tags:,




Death Note é um anime de grande sucesso envolvendo um fato sobrenatural, investigação, pontos diferentes de visão da justiça e inteligência. Aliás, o anime é todo focado em inteligência.

Visual

Impressionante esse aspecto. Os traços de Takeshi Obata sempre foram impressionantes, ele desenhou o mangá e também desenhou o animê, o que é raro, e ficou muito legal, o resultado. Fora as colorações realistas do MadHouse que dão o clima perfeito da série. Aliás, clima bem sombrio. A direção do Tetsuro Araki funciona  maravilhosamente bem. Não bastasse isso, o anime tem animação soberba e cenas antológicas, que entram para a história mental de quem assiste. E, além disso, os traços dos personanges não variam no decorrer do anime, apesar de ele ter 36 episódios, enquanto que a maioria dos animês tem 26.

Sonoridade

Perfeita. Avassaladora. Da abertura ao encerramente, é tudo impressionante demais. As músicas não só se encaixam perfeitamente, como dão uma força bem maior às cenas. As vozes também se encaixaram e essa é, com certeza, uma das melhores trilhas sonoras que eu já vi.

Enredo

Queria deixar esse por último porque é onde a série mais brilha. Light Yagami é um jovem estudante normal. Ele está cansado de o mundo estar violento como está. Um dia, ele encontra um death note, um caderno da morte. “Quem tiver o nome escrito nesse caderno morrerá”. Após alguns testes, ele descobre que é verdade. Então ele decide passar a matar todos os criminosos, mas mata todos de uma maneira só, para que o mundo saiba que alguém está matando as pessoas más, para que as pessoas fiquem com medo de cometer mais atos criminosos e o mundo fique melhor. Mas ele não esperava que fosse surgir L, um detetive genial, que começa a descobrir quem ele é, então se inicia um duelo de inteligência.

A trama é soberba e nunca se perde. É ver para crer.

Finalizando, é isso. Um animê imperdível. Interessante também é que há essa discussão: será que o Light tem, mesmo, direito de matar os criminosos? Até onde se pode ir por justiça?

(mais…)

Anúncios